O que é estrutura social?

O que é estrutura social?

Definição de estrutura social, características e conceitos

Por Roniel Sampaio Silva

Um dos principais conceitos das Ciências Sociais é o de estrutura social. O conceito auxilia na compreensão do funcionamento das complexas relações sociais. Este pequeno texto apresenta aspectos fundamentais para compreendermos o que é estrutura social e contextualiza brevemente uma vertente teórica fortemente ligada a esse conceito: o estruturalismo.

Características fundamentais

Configuração de estrutura social segue a lógica do sistema

Para entender o que é estrutura social é necessário compreender preliminarmente que as sociedades são construções humanas e como tal é necessário ter uma certa permanência e estabilidade para se perpetuar. O processo de definição de qual o “design” a sociedade seguirá é construído a partir de interações entre os indivíduos ao longo do processo histórico. Portanto, a estrutura social seria o “design” que a sociedade cria a partir da interação entre os indivíduos e suas instituições para garantir que certos aspectos tenham certa solidez/permanência.

Conceitos/definições

Radclife-Brown (1940) compreende estrutura social como sendo uma rede complexa de relações sociais.  O sociólogo Brasileiro Octavio Ianni compreende tal conceito como “o arranjo no qual os elementos da vida social estão ligados” (CARDOSO; IANNI, 1973, p. 35)”, neste caso a estrutura seria um mecanismo que interliga as partes do sistema social, garantindo sua coesão.

estrutura-social-sistema-socialAs sociedades estabelecem regras as quais ganham caráter de permanência a partir de suas interações, gerando a estrutura social. Tal sociedade precisa ter uma certa previsibilidade para garantir minimizar conflitos entre os indivíduos que possam comprometer a coesão social. Essa previsibilidade auxilia na dinâmica de interação entre os indivíduos os quais estabelecem consensos que criam as regras sociais, estas por sua vez consolidam a estrutural social. Desse modo, a estrutura é, em certa medida, a conexão do corpo social, de modo tal que ele se torne relevante para os sujeitos e suas interações com outros sujeitos, ainda que estes não tenham consciência dessa conexão.

construção estrutura social sociologiaTal estrutura social pode ser pensada também na conexão com outro conceito importante, o de mudança social. Nessa perspectiva o conceito de estrutura social relaciona-se a aspectos que são basilares de uma determinada sociedade. Dito de outra forma, são aspectos tão fundamentais de uma sociedade que apesar das suas transformações, permanecem. Imagine a sociedade como um prédio no qual é necessário ter colunas estruturais para que sejam edificados andares de forma cada vez mais complexas. A partir do momento que as estruturas são consolidadas, as eventuais reformas que venham a surgir não podem abalar tais estruturas de uma só vez; algo precisa existir para manter o edifício de pé. Se assim o fizer, será necessário reconstruir um novo prédio. Da mesma forma, ao comprometer a estrutura social de uma determinada sociedade é necessário criar outras estruturas para dar coesão social, o que pode originar uma outra forma ou modelo de sociedade.

Origem: Estrutura e estruturalismo

Apesar de ser um conceito bastante utilizado em Ciências Sociais a estrutura social foi cunhada pelas contribuições de teoria linguística de Ferdinand de Saussure (1857-1913). Para este autor o estruturalismo é uma corrente teórico-metodológica que considera a língua como um sistema social no qual as partes são interrelacionas a fim de criar um todo. Como todo sistema, à medida que você altera um dos seus componentes, o sistema se modifica (SAUSSURE, 2008).

familia por do-sol estrutura parentesco-levy-straussO legado do trabalho do linguista influenciou profundamente as contribuições do antropólogo francês Claude Lévi-Strauss, que passou a aplicar esse método em estudos de Antropologia Cultural sobre parentesco. Lévi-Strauss buscou identificar estruturas que ajudassem a compreender aspectos universais das culturas humanas, apontando a proibição do incesto como uma delas.

O limite das estruturas complexas está na proibição do incesto, que exclui, em nome da regra social, certas soluções que, entretanto são biologicamente abertas. Mesmo na estrutura elementar mais rigorosa conserva-se certa liberdade de escolha, e mesmo na estrutura complexa mais vaga a escolha permanece sujeita a certas limitações. (LÉVI-STRAUSS, 1982, p. 20).

Neste sentido a estrutura social representa os limites que a sociedade impõe para que o individuo possa atuar dentro, condicionando a liberdade a um conjunto de possibilidades que encontram na estrutura social a barreira para ação. Por outro lado, Já Giddens (1984), argumenta que como a estrutura social foi criada pelos indivíduos, ela não constitui impedimento para as mudanças sociais uma vez que também podem ser reconstruídos pelos agentes sociais.

Considerações finais

Estrutura social é um dos conceitos mais importantes das Ciências Sociais, isso porque expressa os aspectos de permanência que consolidam padrões sociais e possibilitam a coexistência entre indivíduos. Tal conceito traduz uma necessidade dos cientistas socias de buscar aspectos fundamentais de cada sociedade e, em alguns casos, tentar esboçar configurações que são universais. O conceito é tão importante que deu origem a uma corrente teórico-metodológica chamada estruturalismo, o qual influenciou autores que mesmo com visões de mundo em alguma medida diferentes, buscaram analisar as sociedades a partir do paradigma estruturalista.

Sugestão de atividade:

Produza um texto dissertativo analisando a sociedade brasileira, identificando aspectos que fazem parte da sua estrutura social e correlacione tais aspectos com instituições sociais.

Referências

CARDOSO, Fernando Henrique; IANNI, Octávio. Homem e sociedade: leituras básicas de sociologia geral.São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1973.

GIDDENS, Anthony. A constituição da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 1984.

LÉVI-STRAUSS, Claude. As estruturas elementares do parentesco. Petrópolis: Editora Vozes, 1982.

RADCLIFFE-BROWN, A. R. “On Social Structure“, The Journal of the Royal Anthropological Institute, Vol. LXX, Parte I, 1940. Traduzido por Asdrúbal Mendes Gonçalves. Disponível em: < https://hantuem2011.files.wordpress.com/2014/07/radcliffe-brown-estrutura-social-radcliffe-brown.pdf>

SAUSSURE, Ferdinand. Curso de linguística geral. São Paulo: Editora Cultrix, 2008.

Roniel Sampaio Silva

Mestre em Educação e Graduado em Ciências Sociais. Professor do Programa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí – Campus Floriano. Dedica-se a pesquisas sobre condições de trabalho docente e desenvolve projetos relacionados ao desenvolvimento de tecnologias.

View more articles Subscribe
comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: